03/05/2019 10:17

Mês de Maria, Mês de Nossa Senhora do Sagrado Coração

 

“Ela é a esperança dos desesperados!”

 

Quem é Nossa Senhora do Sagrado Coração? De onde veio essa devoção?

Em 1854, dois jovens sacerdotes, os Padres Júlio Chevalier e Maugenest, que trabalhavam na paróquia de Issondun, na França, pensavam em fundar uma obra missionária para propagar a devoção ao Sagrado Coração de Jesus, que consideravam o meio mais eficaz para salvar a humanidade, num tempo em que as pessoas estavam mais preocupadas com os bens materiais e com o próprio bem-estar do que com sua salvação.

Queriam fundar essa obra de missionários que anunciassem que Deus é amor e quer que nos amemos uns aos outros. Mas não tinham nenhum dinheiro nem para começar com as coisas mais básicas.

 Foi aí que tiveram a ideia de pedir socorro à Nossa Senhora, certos de que ela não deixaria faltar os meios necessários à obra planejada, se esta fosse do seu agrado. Começaram, então, uma novena que ia terminar no dia 8 de dezembro de 1854, dia em que o Papa Pio 9º devia proclamar o dogma da Imaculada Conceição. Fizeram essa novena convencidos de que Nossa Senhora os escutaria e daria um jeito na situação em que estavam. E estavam certos de que, se fossem atendidos, isso seria uma prova de que Deus aprovava seus planos de fundar uma nova Congregação de Missionários.

De fato, não rezaram em vão. No último dia da novena, isto é, no próprio dia da proclamação do dogma da Imaculada Conceição, no final da Missa, um homem procura os padres na sacristia com um envelope nas mãos. O homem explica que um benfeitor anônimo tinha mandado entregar a eles uma quantia em dinheiro destinada à fundação de uma obra missionária. Como era possível? Eles não tinham contado a ninguém dos seus planos. Ninguém sabia do sonho daqueles padres e nem da pobreza em que viviam. Não. Na verdade, uma pessoa sabia bem: Nossa Senhora. Era a resposta a suas súplicas!

Entendendo que aquele era o sinal de Deus que deviam começar aquela obra, os dois padres prometeram honrar Nossa Senhora de um modo todo especial naquela nova Congregação que estava começando. Procuraram, então, e acharam uma casa modesta na qual se alojaram alguns meses depois, e desde então se intitulam oficialmente Missionários do Sagrado Coração de Jesus. Faltava-lhes cumprir a promessa que tinham feito, e o Pe. Chevalier, chefe da pequena comunidade, dela não se esquecia.

Para o Pe. Chevalier, Nossa Senhora é quem nos aponta o Sagrado Coração de Jesus. Ele a entendia como primeira discípula de Jesus e que nos convida a fazer o mesmo: seguir e imitar Jesus. Foi aí que ele começou a pensar: Não está errado dizer que Maria é Nossa Senhora do Sagrado Coração de Jesus, porque viveu e vive toda para o Coração do Filho.

Assim, em 1859, apresentou esse novo título aos outros Missionários do Sagrado Coração, dizendo que era assim que a iriam chamar a partir daquele dia e assim a iriam fazer conhecida.

A imagem que vemos quer traduzir a ideia do Pe. Chevalier: Nossa Senhora sustenta o menino Jesus em um dos braços e com o outro aponta para o Coração de Jesus como quem diz: “Ele é o Centro! É ele que vocês devem seguir e obedecer! Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida!”. E o menino Jesus, por sua vez, aponta o seu próprio Sagrado Coração com uma das mãos e com a outra aponta para sua Mãe Santíssima, como quem diz: “Querem ter um Coração igual ao meu? Aprendam com minha Mãe!” ou ainda: “Querem todos os tesouros de graças que estão no meu Coração? Peçam para minha Mãe!” 

Assim o Pe. Chevalier entendia o papel de Nossa Senhora, porque assim ele tinha experimentado. Quando gritou pedindo ajuda a Maria, ela não o ignorou. Fez abrir o Coração de Jesus numa chuva de graças. E ainda mais: Pe. Chevalier foi percebendo que quanto mais perto de Nossa Senhora ele estava, mais perto de Jesus ele ia ficando. Ela é toda do Sagrado Coração de Jesus e é para esse Coração que ela nos leva.

Desde então, incontáveis são as graças recebidas pela invocação de Nossa Senhora sob esse título. Muitíssimos são os relatos das graças alcançadas pela intercessão de Nossa Senhora do Sagrado Coração. Coisas maravilhosas! De fato, para o Pe. Chevalier ela foi poderosa ajuda. Hoje, para todos os que a invocam, ela é, sem dúvida, “esperança dos desesperados”, pois nas causas mais difíceis e desesperadas, se pedimos, ela não nos deixa sem resposta.

Desde o começo, os devotos de Nossa Senhora do Sagrado Coração rezam a oração do “Lembrai-vos”. Essa oração, que colocamos abaixo, quando rezada com fé diante da imagem de Nossa Senhora do Sagrado Coração alcança poderosas bênçãos de Deus, pela intercessão da Virgem Maria. Incontáveis são os relatos de grandes graças recebidas através dessa oração.

Faça você também essa experiência de entrega e devoção. Maria tem livre acesso ao Coração de Jesus, e pode fazer descer do Sagrado Coração todas as graças e bênçãos de que precisamos.

 

***

Poderosa oração do Lembrai-vos a N. Sra. do Sagrado Coração

 

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração,

que sois a Mãe de Jesus, a bendita entre as mulheres.

 

Temos confiança em vós porque estais unida a Cristo, vosso Filho e nosso Senhor.

Sabemos de nossa fraqueza e de nossa miséria,

e por isso vimos implorar a vossa proteção.

 

Ajudai-nos, ó Mãe querida. Dai-nos força e coragem.

Conservai-nos na esperança, até o dia de nosso encontro definitivo com Deus, nosso Pai.

Ó Mãe carinhosa, libertai-nos do egoísmo,

alcançai para o mundo a paz e o amor.

 

Concedei-nos em especial os favores que vos suplicamos...

Apresentai estes nossos pedidos e ações de graças ao vosso Filho

e fazei, ó Maria, que venha a nós o seu Reino,

vós que sois a Senhora do Sagrado Coração. Amém.